Pesquisar este blog

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

A Alegria de um Novo Dia


E a vida vai passando, as pessoas vão mudando, meu rosto no espelho parece ser o mesmo de tempos atrás, mas eu sei que estou mais velho e não desperdiço tempo com coisas bobas. E a vida vai te levando pelo seu curto caminho, não importa se é ano novo ou se você está na páscoa, não penso em voltar, não penso em deixar minha vida fora dos trilhos novamente, é a hora da mudança, a hora de viver plenamente sem culpas ou sentimentos contrários, estou tão perto e não posso desiste, a vida vai passando, o tempo vai consumindo a pele, mesmo assim não dá para parar. É a hora de sorrir, seguir novos caminhos e acreditar que esarei vivendo dias melhores daqui para frente.

Written By: Karrike Bongiovi
30/12/2010 - 15:52
(Qui)

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Avenida de Ilusões



Não importa se eu caminho sozinho pela avenida, sempre vejo um céu de vários tons e sinto sua falta, quando eu me for, só restará lembranças e dias comuns.
Não importa se as estrelas não brilharem esta noite, está complicado demais segurar essas lágrimas, o céu parece cinza, e o caminho é bastante longo, existe uma sensação nova, parece que as pessoas pela rua estão mais felizes ou será que eu sigo um rumo oposto destas pessoas.
Não importa se os carros passam apressados, se seus motoristas estão estressados, vivo num mundo de pensamentos e palavras comuns, não sou diferente de você ou de outrem, apenas sigo a marcha dos dias.


Written By: Karrike Bongiovi
22/12/2010 - 23:04
(Qua)

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Feliz Agora



O que você me diria
Se eu dissesse que tive um sonho?
Se eu te contasse tudo,
Você me mandaria dormir de novo?


Olhe para estes olhos cansados
Eles estão voltando à vida
eu sei que posso mudar, tenho esperança em minhas veias
Te digo que não voltarei para dor


Posso ser feliz agora?
Posso soltar o folego?
Me deixe acreditar
Estou construindo um sonho
Não tente me botar pra baixo


Eu quero gritar bem alto
Posso ser feliz agora?
Fiquei de joelhos
Aprendi a sangrar
Estou revirando meu mundo


Posso ser feliz agora?
Posso, de alguma forma, ser livre?
Eu só quero viver de novo
Amar de novo
Levantar o meu orgulho do chão


Eu estou pronto para enfrentar uma briga
Rastejei para fora da escuridão para brilhar
Eu não estou atirando pedras, tenho meus próprios pecados
E todos estão apenas tentando encontrar o caminho de casa


Posso ser feliz agora?
Posso soltar o folego?
Me deixe acreditar
Estou construindo um sonho
Não tente me botar pra baixo


Eu quero gritar bem alto
Posso ser feliz agora?
Fiquei de joelhos
Aprendi a sangrar
Estou revirando meu mundo


Você nasce e morre, e desaparece em um minuto
Eu não vou olhar para trás, pois não quero perdê-lo
É melhor você viver agora
Pois ninguém sairá vivo - vivo


Posso ser feliz agora?
Posso soltar o folego?
Me deixe acreditar
Estou construindo um sonho
Não tente me botar pra baixo


Eu quero gritar bem alto
Posso ser feliz agora?
Fiquei de joelhos
Aprendi a sangrar
Estou revirando meu mundo


Posso ser feliz agora?
Estou revirando meu mundo


Posso ser feliz agora?

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Dias de Verão


Não procure um anjo em mim, não fique do meu lado porque você sente pena da minha situação
Continue caminhando sem olhar para os meus olhos.
Não procure dias de verão dentro do meu coração, minhas asa derreteram no Sol
Vejo tantas pessoas felizes e eu procurando um sorriso real no meu rosto
Não existe motivos para a alegria, mas já não preocupe com detalhes bobos
Não procure abrigo em mim, eu sou a própria chuva, eu sou como um dia de verão
Algumas nuvens cinzas ainda cruzam este meu céu de estrelas brilhantes
Não fique comigo, eu não sou aquilo que você procure.
Eu não tenho aquilo que você espera, eu não sou um anjo.
Me perdoe se te faço chorar, mas é o único jeito que tenho para dizer que te amo.
Continue caminhando nos dias quentes e me sentindo perto nos dias frios
Não procure um anjo em mim, sou apenas alguém que você deveria ter esquecido
Mas é impossível não lembrar das tardes e dias de verão.


Written By: Karrike Bongiovi
16/12/2010 - 23:48
(Qui)

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Feliz Natal Infeliz



Eu te desejo um natal feliz, porque o meu já está garantido
Eu já não preciso embrulhar presentes e colocar fitas douradas
Faz tempo que o Papai Noel não vem aqui, nunca houve motivos pra ele vim mesmo
Nunca mereci expectativas de ninguém mesmo, o natal será como os de sempre
Sem lugares certos para ir, sem muitas alegrias.
Feliz natal para você, eu não irei comer um peru e tão pouco ficarei bêbado num canto da sala chorando
Algumas estrelas perdem seu brilho, alguns cometas cruzam o céu, eu irei caminhar para algum lugar onde eu me encontre em mim mesmo, pode ser no silêncio do meu quarto ou em algum lugar onde as pessoas sejam desconhecidas. Eu te desejo um feliz natal e repleto de amigos fieis, o meu já está passado.
Eu já não preciso viver esse momento, porque todos os outros foram tiveram essa mesma mesmice.
Feliz Natal Infeliz, não para você e não para mim, algumas festa terminam antes de começarem, eu quero seguir em frente sem olhar para trás, eu não preciso de presentes na arvore, não preciso de hipocrisia numa noite igual a outras que como sempre me sentirei sozinho.
Eu te desejo um noite linda, porque a minha vida agora é mais limpa, então eu não preciso acreditar em nada, apenas seguir as luzes e me encontrar um dia após o outro.


Written By: Karrike Bongiovi
15/12/2010 - 23:25
(Qua)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

O Tempo Fere Todas as Curas


De toda a tristeza vivida, de toda dor sentida, se aprende algo
De todo corte aberto, de todo céu encoberto, se aprende algo novo
De todas as oportunidades perdidas, de todas as cascas de feridas. se aprende que o corte cicatriza
De todas as janelas fechadas, de todas as portas abertas, existe um mundo lá fora
Pronto para você.


De todos os erros, em todos os espelhos a o reflexo da alma.isso é você olhando para você mesmo
De todas os enganos, em todos os planos, sempre haverá enganos e acertos, a vida é contínua 
De todo tempo desperdiçado, de todo amor vivido errado, há sempre saida.
De todas os portões trancados, de todos os dias amarguradas, existe uma nova visão na manhã seguinte


De todas as tristezas, encontramos alegrias
De todo nariz sangrando, encontramos soluções
De todo torpor, encontramos tranquilidade 
De todos os passos errados, encontramos calçadas certas.
A esperança é um caminho a ser buscado.


Tudo de ruim que é vivido se torna experiência para o amanhã
Tudo de bom que é conquistado se tornam lembrança viva
Tudo de concreto que se viver se torna real e positivo
Tudo de verdadeiro não morre se torna amor.


Nenhuma algema pode segurar o coração
Nenhum grito pode destruir um sentimento
Nenhum tempo pode apagar a lembrança pura
Nenhum medo pode distanciar vivencias
Nenhum amor se perde em vão
O tempo fere todas as curas.

Written By: Karrike Bongiovi
09/12/2010 - 0:00
(Qui)

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

O Infeliz Mundo do Karrike sem a Jessica



Eu estou chorando, mas é como se eu estivesse morrendo, tiraram um pedaço do meu sorriso, tiraram um pedaço de alguém que eu amo, mas nunca irão arrancar esse sentimento vivo que esquenta o meu coração.
Eu estou triste, mas é com se ela estivesse do meu lado, sorrindo das bobagens que eu sempre digo, ela está qui do meu lado, mesmo que as lágrimas estraguem as letras neste papel, eu a amo.
Eu estou morrendo por dentro, mas é como se minha alma estivesse chorando, eu sinto vergonha de ser um ser humano neste momento, sinto vergonha de ter que esquecer aquilo que me deixa feliz.
Eu estou me sentindo sozinho, me sentindo seu rumo, não sei como será o meu amanhã sem ela.
Estou chorando, mas é como se estivesse morrendo...


Written By: Karrike Bongiovi
07/12/2010 - 0:41
(Ter)

terça-feira, 30 de novembro de 2010

As palavras que você não consegue responder



Você quer responder aos textos, mas não consegue, não é o seu orgulho é apenas uma forma de se sentir superior a algo que nem existe mais, escrevo palavras fáceis para vê se você entende, mas você irá entender, que quando deito a noite o mundo acaba para mim, pena que exista um outro dia e uma outra noite, eu apenas juntos palavras iguais, tentando montar quebra-cabeças diferentes, talvez eu esteja envelhecendo ou apenas colocando os pensamentos no lugar, você quer responder os texto e deixar os comentários que seu coração insiste em esquecer, me mostre quem realmente você é, porque infelizmente já não te conheço mais, responda mesmo que seja para dizer o quanto você me odeia, mas eu duvido que seja verdade, escreverei sempre provocando suas lágrimas, esperando que as balas não acertem seu peito, rezando para que você consiga chegar em casa, então responda, eu ainda sinto quando você pensa em mim.


Written By: Karrike Bongiovi
30/11/2010 - 01:38 a.m
(Ter)

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Meu Mundo



Estou cansado de chegar em casa bêbado, quando o Sol começa a queimar a retina, minhas ressacas acontecem em manhãs que desconheço, e nem lembro quando foi a única vez em que eu me olhei no espelho, estou cansado de tentar matar aquilo que me cortar por dentro, estou deixando de viver, mas a muito tempo que eu nem sei o que é sobriedade, estou fumando e destruindo meus rins, chorando lágrimas erradas, falando palavras erradas nas horas certas, estou cansado de viver atrás destes óculos escuros, cansado de cantar canções e escrever sobre a minha eterna tristeza, eu não tenho asas, eu não sou um herói, o Sol ainda pode queimar a minha pele, estou caminhado sobre os cacos de uma vida antiga e em preto e branco, talvez algo mude com essas palavras, talvez nada mude, ainda estou bêbado e perdido, escrevendo nas madrugadas, se escondendo dos dias e encarando cada noite como a última, como a última chance de me encontrar fora deste mundo igual onde eu vivo e onde me acostumei a viver.


Written By; Karrike Bongiovi
29/11/2010 - 03:15 a.m
(SeG)
       

Os Olhos de Jessica



É nos seus olhos que me encontro, é na sua doçura e no eu medo bobo que brota mais amor no meu peito, eu amo você e não importa o que todos acham, eu estarei com você, mesmo que o mundo acabe, mesmo que eu morra, nada será em vão, podem até rasgarem nossa cartas, podem dizem o quanto sou vagabundo, mas eu amo você e é isso que importa, é nos seus braços que encontro a paz e é nos seus telefonemas diários que me sinto melhor, garota, eu amo quando você sabe que estou brincando com você, me deixe tentar, me deixe ser aquilo que eu sou, me deixe passear no seu corpo, eu apenas quero olhar dentro dos seus olhos, pois é neles que me encontro, eu amo sua voz, adoro sentir o cheiro da sua pele e tocar no seu cabelo macio, é em você que me encontro, e nos seu sorriso que moro, é para você que eu vivo.


Written by: Karrike Bongiovi
29/11/2010 - 01:58 a.m
(Seg)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Os Pés de Simone



Você não olhou para mim naquela festa, até eu curar seus pés, me perdoe se eu não pude estar com você todas as vezes que prometi, eu prometi curar sua coluna e deixar você feliz, nunca menti as vida que me deixou longe de você, adoro seu sorriso, me perdoe se tive que sair correndo daquela festa, me desculpa se fiquei tanto tempo sem dá noticias, eu tive que aclamar meu coração.
Você é linda e você sabe que eu nunca deixei de cumprir minha palavra, vou ajeitar a mala e procurar você, vou curar seus pés, vou curar suas dores e tentar deixar seu coração em paz, eu estarei ai para você, não pense o contrario, não deixe de acreditar, eu irei curar sua coluna e o seu amor cansado e desacreditado, amo seu pés Simone e estarei com você para te provar isso.


Written by: Karrike Bongiovi
26/11/2010 - 01:26 a.m
(Sex)

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Abraço Partido (Tudo que deixamos para trás)



Onde você deixou seu coração? Talvez tenha deixado em minhas mãos sujas com todos os pecados e erros,  onde você foi parar? É tão difícil esquecer de você, sempre sonho com você em meio de casas em ruínas, tentando te ajudar a fugir, há tantas culpas em mim, há tanta saudade guardada durante todos esses anos, talvez dure a vida inteira, onde você foi parar? Onde eu errei? Eu sei onde errei como você sempre diz, é verdade sua.
 Por que foi deixar de acreditar na vida? Talvez tenha sido quando eu destruir seu coração que me amava tanto, saiba eu não tenho mais a necessidade de comover você, eu não posso mais curar suas dores e nem tão pouco segurar suas mãos e dizer as palavras que você tanto esperou que eu dissesse, eu te peço perdão, eu não quero saber que você anda se destruindo, apenas preciso saber o quanto você mudou e o quanto pode ser feliz.
O que ainda incomoda você? 
Por que você precisa ligar quando está bebada? Ligue quando sentir saudade e a dor não deixar você dormir. Você sabe que dentro do meu peito você fez morada, nunca consegui desbotar esse sentimento, nunca deixar de acreditar que um dia ainda possa vê você e ainda dizer o que faltou, mas acho que não faltou nada.
Onde eu deixei de aceitar minhas culpas? O tempo me amadureceu, mas ficou um silêncio continua cortado minhas madrugadas, hoje eu guardo um retrato e a saudade mais feliz, saudade de um tempo que seu abraço me mantia vivo, agora o caminho é solitário e a vida menos feliz.


Written by: Karrike Bongiovi
25/11/2010 - 0:01
(Qui)

MEINE FREUND UMARMUNGER VON DEUTSCHLAND

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Por que se sentir só?



Por que se sentir só? 
Estou com você, mesmo que seja apenas em pensamento, mesmo que a distância, seja longa e os dias demorem a passar, eu preciso saber se você ainda se sente feliz quando me vê, se realmente essa criança se alegra quando escuta a minha voz, eu estou aqui para você, esperando o dia de te encontrar, esperando a hora de olhar dentro dos seus olhos.
Por que se sentir perdida?
Ainda haverá tantos dias e alegrias, haverão tantas emoções, você nunca perguntou se realmente eu me sinto um pai de verdade, mas eu serei sim, paciência, existe tantos motivos para eu aceitar isso.
Por que achar o contrário, meu coração bate num compasso firme em dias complicados, eu estou um pouco com medo, mas feliz.
Então por que desistir?


Written by: Karrike Bongiovi
24/11/2010 - 17:53
(Qua)

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Eu não amo você

Quando você partir
Não pense que vou tentar fazê-la ficar
E talvez quando você voltar
Eu terei saido para encontrar outro caminho

Afinal, depois de todo esse tempo que me tomou,
Você ainda é essa inútil que eu nem conheço
Então pegue suas luvas e vá embora
É melhor ir embora
Enquanto você pode

Quando você partir
Você deveria ainda sim voltar para dizer
"Eu não te amo
Como amava ontem"

Às vezes eu choro tanto por implorar
Tão doente e cansado dessa violência desnecessária
Mas, meu amor, quando te derrubarem
No chão e te jogarem pra fora
É lá que você deve ficar

Afinal, depois de todo o sangue que me tomou,
Um diar a mais é só outro golpe.
Então dê um jeito em seus olhos e levante-se
É melhor se levantar
Enquanto você pode

Quando você partir
Você sequer vai se virar para dizer
"Eu não te amo
Como amava ontem"




"


sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Carta para o seu último dia


Quando tudo termina, sobra apenas o silêncio e não resta nada, nem portas e nem muros, simplesmente se cessam as palavras e do outro lado lágrimas, arrependimentos e despedidas, a chama apaga, os olhos se fecham lentamente, o que estava em movimento para, não há mais caminhos, não há estradas porque não existem mais passos e nem pegadas, resta um vazio presente, mas não mútuo, não há colapsos e nem caos, nada é simétrico, nada parece ser mais real, abranda o calor, cessa o frio, não há acenos, não existe fumaça, o vento leva o pó, se perdem as cinzas, risca-se os nomes, perde-se a memória, finda-se com a escuridão e renasce para a luz, é ai quando tudo começa.


Written By: Karrike Bongiovi
19/11/2010 - 0:05
(Sex)    

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Carta de Despedida



Eu queria escrever uma carta de amor para você, eu gostaria que chegasse as suas mãos, por favor não chore quando lê estas palavras de saudade.
Eu gostaria de dizer o quanto sinto por ter deixado você partir, eu não pude chegar a tempo, talvez eu nem devesse.
Eu desejo toda a sorte para você, desejo que seu coração viva para sempre pulsando com essa sua alegria, te desejo filhos e bom casamento, estou de malas prontas também, estou partindo para o desconhecido, chorando as lágrimas reais.
Eu procurarei não errar mais, prometo seguir em frente e deixando você seguir o caminho oposto, não é fácil para mim aceitar, mas é simples de resolver, estou apenas dizendo adeus e nada mais.
Eu quero que você viva a sua liberdade, deixando para trás todas as culpas e pensamentos contrários, eu buscando algo novo, estou deixando você partir de mim, porque se você permanecer viva dentro de mim eu vou morrer banhado nesta tristeza que atrapalha tudo que cerca, isso é um adeus simples, aquele que você esqueceu de me dá, aquele que não deu tempo de eu dizer no aeroporto, está carta deveria ser de amor e terminou sendo uma de despedida, terminou, simplesmente terminou, e já faz tanto tempo e eu não havia notado.


Written By: Karrike Bongiovi
09/11/2010 - 16:44
(Ter)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Eu Preciso que Você Leia Isso


Eu preciso de você, porque ultimamente você anda meio sumida e isso não é bom, eu preciso sentir o cheiro da sua pele, preciso entregar mais uma vez meu coração numa bandeja para você pisar dele novamente.
Eu preciso de um abraço forte, preciso de uma noite de amor, bebendo vinho e contando estrelas, aqueles momentos mágicos que se perdem quando você some e não diz se quer ou não quer, já faz tempo que a solidão se tornou a minha companhia.
Eu preciso de um motivo, você é o motivo que mantém viva essa esperança cega, a esperança de um dia você tocar a campainha abrir os braços e dizer "voltei".
Eu preciso de uma luz, preciso aceitar os meu erros, mas aceitando-os eu sei que aceito você, eu te amo e procuro em cada passo que dou uma nova chance de dizer o que está preso dentro destes anos de sofrimento, aquilo que tenho que dizer de certo, aquilo que você sempre esperou de mim.
Eu preciso de você, porque ultimamente eu ando meio triste e menos esperançoso, vejo tudo mais distante e cinza, eu preciso beijar você sem deixar as lágrimas rolarem, preciso sorrir verdadeiramente, você é o motivo pelo qual ainda sigo em frente, o motivo que faz eu querer viver.
Desculpa, eu precisei escrever essa palavras simples, esperando que você as leia e aceite meu pedido de perdão, que aceite dentro do seu coração este errante que tanto ama você e que nunca conseguiu te esquecer.


Written By: Karrike Bongiovi
08/11/2010 - 23:43
(Seg)


Queria que você, sem uma palavra, apenas viesse. 
(Clarice Lispector)

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Todos precisam de uma segunda chance



Eu não podia ter errado, não com você.
Todos precisam de uma segunda chance.
Eu sempre disse aquilo que sinto no meu coração.
Eu amo você, não importa o resto
Não importa o quanto somos inocentes nisso
Todos precisam de uma segunda chance.
Eu precisava respirar, eu preciso de você.
O seu sorriso lembra do meu que eu perdi neste longa caminha até chegar aqui.
Você me deu uma nova chance de começar.
Você encheu meus olhos de esperança.
Todos precisam de uma segunda chance.
Alguns sonhos não podem morrer assim.
Você quase morreu, eu quase perdi você.
Mas estamos aqui para contar a história
Estamos vivos e andando para a frente.
Todos merecem uma segunda chance.
Eu poderia chorar e ficar nesta tristeza.
Mas eu tenho você esperando por mim
Nesta sua doçura, tenho você nas horas em que tudo parece perdido.
Você me deu várias segundas chances
Todos merecem uma segunda chance.
Sem erros, sem dor e sem ressentimentos.
O que seria de mim sem você hoje?
 Eu não podia ter errado, não com você.
Mas eu não errei, estava sofrendo até você dizer que sempre há uma segunda chance.
Até você dizer que me ama, você me curou pela segunda vez.

Written By: Karrike Bongiovi
05/11/2010 - 01:25 a.m
(Sex)



quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Estrelíssima



Algumas estrelas tem seu brilho próprio, elas não precisam chamar a atenção, basta você olhar dentro do seu olhar vivo para você entender, algumas estrelas desfilam sobre as núvens desafiando a vaidade e a inveja de outras, essas estrelas balançam o cabelo e desmontam constelações, causam frisson, atormentam seus amantes, se impõem para o mundo e o resto dos planetas.
Algumas estrelas são feitas de doçura, mas são fortes com um diamante, elas curam corações, mesmo que muitas vezes deixem corações em pedaços, algumas estrelas nos ensinam a sorrir, as fotografias ficam mais felizes, existe um universo na palma das suas mãos.
Algumas estrelas brilham, mas não precisam ofuscar ninguém, essas estrelas tem o dom de se transformar em várias, menina, mulher, moleca, quando bem deseja se tornam fera, fazem festa, ateiam fogo no mundo.
Existe uma estrela de sufixo ímpar, ela é tão "íssima", estrela de luz própria e de coração puro, procura a verdade pelo mundo, escreve por nebulosas, anda sobre Júpiter, caminha no meu universo triste de palavras, acende uma chama de bondade, iluminam o mundo.


Written By: Karrike Bongiovi
 03/11/2010 - 22:15
(Qua)



segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A paz entre ruínas


Um minuto de paz, um instante, você estava tão bonita e viva neste sonho que eu deveria está sonhando, eu te abracei e esse gesto acalmou essa tormenta que é viver.
Você parecia tão feliz, vestida num vestido colorido, mesmo tudo ao nosso redor estando em ruínas, mas eu senti sua presença viva no meio deste sonho.
Um segundo de tranquilidade, eu não deveria ter acordado você brilhava com o Sol.
Eu amanheci no vazio do dia-a-dia, não sei se foi um sinal ou apenas um sonho a ser esquecido.
Mergulhei num oceano de sobriedade, senti algo que preciso e na sei onde encontrar.
Minha paz talvez não esteja em você, mas naquilo que sua presença sempre significou para mim.

Written by: Karrike Bongiovi
01/11/2010 – 16:00
(Seg

sábado, 30 de outubro de 2010

Joel e Clementine


Você não pode ter me esquecido, porque ainda existe um pedaço de você aqui dentro da minha alma, ai você vem e me pergunta se tudo valeu a pena e se foi fácil esquecer, você não pode deitar sem se lembrar de tudo que fizemos, erramos e acertamos, então me me venha com esse seu jeito de que não está nem ai, você sofre no mesmo silêncio que eu vivo, me escondendo de sentimentos simples, vivendo sozinho, porque alguns romances não vingam.
Você pode mudar de nome, pode mudar de cidade, mas não pode se curar desse sentimento que embrulha seu estômago, eu esperei um sinal que nunca veio, então eu precisei esquecer, antes que a dor me levasse, você não sentiu a solidão que vivi nestes últimos tempos, amei outras pessoas, tentei mudar, mas as coisas que me perturbavam a cabeça nunca desapareceram, nem sempre as manhã vem com sorrisos, nem sempre as noites frias enxugam as lágrimas, nem sempre a bebida cura e entorpece a alma, parece que existe um guindaste nas minhas costas, você não pode ter esquecido, você sabe que eu não me mexo dormindo, você sempre irá odiar pelo cigarro e pelos anos que eu destruí vivendo ao seu lado, teria sido mais fácil eu ter ido embora antes de você, eu não consigo esquecer que a culpa da sua vida ser algo estranho é culpa dos meus erros, então eu apague esse sonho e acalmei meu coração e segui em frente, mas sempre irá existir as lembranças, sempre haverá o mar para eu lembrar de você, então me deixe chorar, deixar eu quebrar esses copos e garrafas, mas não deixe eu odiar você.


Written by: Karrike Bongiovi
30/10/2010 16:26
(Sab)

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Desistir Nunca


Caminhe nesta estrada de pedras, viva como se não houvesse um lar para voltar, seja o cego pedindo trocados na esquina, perceba o mundo miserável ao seu redor e não reclame, deixe de ser estúpido com a sua namorada, divida o pouco que você tem , não despreze seu irmão do lado só porque você o acha inferior a você, um dia você pode precisar dele, caminhe numa estrada de desilusões, aprenda que é bem mais fácil se sentir triste do que tentar a vida inteira ser alegre e nunca conseguir, ame seu próximo, dê bom dia a todos, não odeie que te feriu, algumas vezes as pessoas se acham no direito de esquecer você, suma quando você não puder suportar as dores, vá embora quando todos te incomodam, tente brilhar sem querer que os outros vejam, nem todos os dias você irá vencer, então aprenda a perder, costure seus lábios, preserve seu coração das pessoas idiotas, chore bem longe das pessoas que te derrotam, cumpra seu papel, não viva atrás de quem só te maltrata, tome juízo, segure suas oportunidades, tente e se não dê certo tente de novo, você não tem nada a perder, construa bases solidas, se prenda a alicerces de concreto, viva sem se preocupar com o passado porque ele já era, sabia das consequências do seus atos, mas não deixe o mundo te condenar, só você pode encontrar seu centro, sua paz.
Caminhe sobre sua dignidade e deixe o orgulho e a inveja para quem se alimenta dela, deixe as mentiras de lado, viva cada dia com se fosse o primeiro, não se mate por causas inúteis, não ache que a muito tempo para viver, a vida é como o fogo na cabeça de um fósforo, caminhe bem pra longe, mas saiba porque está caminhado, esse é o dia da sua mudança, aquilo que o mundo deseja de você, mas deseja mais e faça do seu jeito, porque ninguém pode viver dentro dos suas expectativas e decisões, seja forte como um diamante e flexível como um liga, aprenda a viver vivendo e nunca desista.

Written By: Karrike Bongiovi
29/10/2010 - 17:47
(Sex) 

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Ela se foi

Ela se foi e não levou nada
Nem sequer deixou um adeus
E se volta não sei dizer
Ela só queria alguém que entendesse seus sonhos
Que dissesse palavras fáceis
Que nunca lhe trouxesse dor
Vai saber pelas ruas que a vida não é tão simples
Quando anoitecer a solidão ninguém domina...
Um novo amanhecer
Um dia pra começar
E tudo que viveu
Ninguém mais vai saber
Se acaso se perder
Ninguém vai se importar
E quando ela chorar
Ninguém mais vai saber
Ela nunca percebeu
Que o tempo não pára
Que a vida é muito rara
E não vale a pena se entregar por aí
Ela só queria alguém
Que entendesse seus sonhos
Que dissesse palavras fáceis
Que nunca lhe trouxesse dor
Dessa vez não há nada que eu possa fazer
Certas escolhas não têm volta...
Um novo amanhecer
Um dia pra começar
E tudo que viveu
Ninguém mais vai saber
Se acaso se perder
Ninguém vai se importar
E quando ela chorar
Ninguém mais vai saber
Dizem que a dor faz a gente pensar
Dizem que o amor faz a gente mudar...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Nós Dois


Não existe motivo certo, eu apenas acordo pela manhã e sinto você, não há motivo para que eu escute a música que você mandou para mim na rádio ou no meio do nada você atenta o telefone sem saber que era eu. Amo você.
Não há motivo para tanta insegurança, estou com você, vivendo dias de espera e esperando que você não suma nas férias, não existe um motivo certo para explicar o que sinto aqui dentro, apenas posso dizer que em meio a toda essa solidão existe você enchendo meus olhos e fazendo meu coração bater bem mais forte.
Não há motivo para dizer o contrario, existe algo esperando por nós, eu amo você e isso é um motivo certo, existiam milhões de pessoas e oportunidades e a gente se encontrou de um jeito diferente, eu tinha um outro rosto na foto, mas você entendeu que o meu sorriso real era mais bonito do que o da foto, por isso agradeço a você.
Não há motivo para acreditar nas palavras dos outros, nós estamos juntos e é isso que importa, passamos por tantas coisas até chegar aqui, existe rosas nas minhas mãos para você, existe este motivo que me conduz até você, existe amor.

Written By: Karrike Bongiovi
20/10/2010 - 14:07
(Qua)

terça-feira, 19 de outubro de 2010

A Tristeza da Garota de Marte


De que adianta tentar esquecer aquilo que tanto te fere ou quem sabe aquilo que você tanto deseja, você não precisa encher a cara de álcool, você não precisa por culpa só porque trocou de trabalho, existe uma distância dolorosa, mas já era tempo de você ter esquecido.
Isso que te sufoca é o mesmo sentimento que me constrangem quando eu olho em outros olhos e tento dizer um "eu te amo", sei lá parece que existe uma dor permanente, uma culpa que não se apaga nas noites perdidas ou nas bebedeiras e lágrimas que despejamos sobre os travesseiros, eu quero curar o seu coração, mas sabe esse jogo silencioso parece matar qualquer coisa, destrói todas as outras chances de sermos felizes, quando você senta naquela mesa de bar e a chuva cai você sabe que eu deveria está ali para curar suas mágoas, curar suas culpas e enxugar as lágrimas.
De que adianta tentar levantar seu astral, mesmo você me ligando e dizendo que tudo está bem eu conheço o tom de dor na sua voz, mesmo neste mundo diferente e distante eu conheço seus complexos e sei onde dói em você, eu quero poder dizer isso olhando dentro dos seus olhos, porque eu já não me sinto culpado, existe algo renovado em mim, e se minha missão for tirar você desta tristeza escondida, eu estaria ai para você, nem que seja a última coisa que eu faça na vida.

Written By: Karrike Bongiovi
19/10/2010 - 23:23
(Ter)

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Como o Sol do meio dia


Flores no seu cabelo, sua pele reflete o Sol do meio dia, existe algo no seu sorriso que me deixa mais vivo, cura as minhas dores e me confunde, eu poderia viver neste sonho durante toda a vida, seu olhar selvagem me manter vivo dentro de casulo.
Não existe maldade que abone sua delicadeza, existe um momento de paz quando abraço você, assim eu posso acreditar numa vida plena, é tão estranho caminhar sem ter você do meu lado porque você já faz parte de tudo que tenho e sou.
Flores pelo seu caminho, seus olhos brilham como o Sol do meio dia, o cupido acertou bem no meu do meu coração e toda a tristeza que me cercava parece não existir mais.
Eu estou aqui para você, sempre haverá um sorriso para você neste meu rosto triste, eu amo você.

Written by: Karrike Bongiovi
13/10/2010 - 23:59
(Qua)

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Prefiro o Filme do Pelé (Queiroga)




Você quer matar o mundo, mas é mais fácil a gente rir do que chorar, sua ignorância é doce.
Cara você é meio certo, mas no final você na passa de alguém gente boa
Aquelas pessoas que você encontra na vida e nunca esquece.
Com você todos assistiriam o filme do Pelé ou comprariam uma Colt 45.
Você procura as garotas e esquece de falar com elas, assim é a gente que quer te matar.
Você fuma charutos de mentira, alegra o ambiente, você parece querer matar todo mundo, mas você faz as pessoas sorrirem , até mesmo quando você fala sério, você realmente é um palhaço, mas na boa, você é um cara muito gente boa.

Wriiten By: Karrike Bongiovi
12/10/2010 - 0:43
(Ter)

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Ultimamente prefiro o silêncio


Eu ultimamente prefiro o silêncio, a vida está um tédio, depois de tanto trabalho, não sobrou muita coisa boa pra contar, coisas foram quebradas, eu prefiro ficar em silêncio, muito álcool e cigarros, eu prefiro esquecer onde eu perdi o foco, eu estou falando a verdade, mas as palavras saem erradas da minha boca.
Ultimamente eu prefiro me esquecer, olhar o mundo atrás deste óculos escuro, o que é um momento de tribulação, se a minha vida vem presa ao pé de um furação, este caos continuo parece me alimentar.
Ultimamente muita gente vem me falando que eu marquei suas vidas, mas essas pessoas marcaram a minha pele, eu estou correndo num labirinto de possibilidades certas e ando vivendo errando, perdi a razão quando deixei de acreditar.
Prefiro o silêncio, morrendo e renascendo a cada instante, estou sangrando, isso não é mais dor é alguma coisa que me viciou e eu me acostumei.

Written By: Karrike Bongiovi
11/10/2010 - 23:04
(Seg)